Para anjo dizer Amém

Nesta sexta-feira, dia 9 de setembro, o Jornal Nacional apresentou reportagem sobre um problema que a Deutsche Welle teve como Tema do Dia em seu noticiário no dia 29 de julho: o atraso do Brasil na preparação para a Copa de 2014.

A matéria na emissora alemã começou mostrando um churrasco realizado no Rio em 2009, em clima de muito otimismo por parte dos brasileiros. Franz Beckenbauer, ex-jogador da seleção da Alemanha, estava presente e, ouvido pela imprensa, fez um alerta sobre a situação de nossos estádios, em nada condizentes com o que a FIFA exige dos anfitriões, nem com o fato de o Brasil já ter vencido cinco copas do mundo e ser o favorito em todas, lembrou o repórter.

Em uma segunda reunião, mais pé no chão, a bancada de autoridades brasileiras apresentou os problemas.  Uma lista, a começar pelos estádios: São Paulo está tentando garantir sua participação no mundial construindo um estádio para o Corinthians, mas o ritmo das obras reflete o que o arquiteto alemão Ralf Amann – responsável pela construção do estádio de Manaus (este, sim, já em pleno andamento) – definiu como “relativo dinamismo”.  Mas os campos de futebol, entre os quais o Maracanã foi definido como “em estado de ruína” por um dos brasileiros, são apenas parte do que precisa ser equacionado. Além deles há a preocupação com a segurança e com o número de acomodações disponíveis aos visitantes.

Tem mais: a situação dos aeroportos. A pauta da Deutsche Welle usou o Galeão, do Rio, como exemplo do que acontece no País e detectou várias falhas. Uma delas é a falta de pessoal que fale inglês no serviço em terra. Outra é a escassez de espaço para estacionamento de carros. Com um agravante: alternativas como o transporte público são precárias ou não existem. Baseado nas informações que recolheu, o repórter destacou que, em parte devido à burocracia, dos 13 aeroportos necessitados de melhorias, apenas quatro conseguirão fazê-las até 2014 se o ritmo dos trabalhos continuar em passo de tartaruga. Os outros…

A Deutsche Welle foi mais rápida que o Jornal Nacional. Mas a Globo conseguiu, por assim dizer, uma versão oficial do que está acontecendo quando ouviu o coordenador de Infraestrutura do IPEA, Carlos Campos. E a previsão dele sobre as obras necessárias nos  aeroportos brasileiros é pior que a apresentada pela emissora alemã. Segundo Campos, apenas três estarão prontos até 2014.  

Mas é como também afirmou o repórter alemão: embora existam problemas “para onde quer que se olhe”, o show tem que continuar. E vai, porque os “brasileiros acreditam em que sempre há uma saída”. Cá entre nós: é muita fé para anjo dizer amém.

Anúncios

Um comentário em “Para anjo dizer Amém

  1. Grande jornalista Maria Wagner,

    parabéns pelo blog. precisamos desse olhar abrangente e dessa reflexão profunda e aprofundada do mundo.

    gde abraço e sucesso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s