Tags

, ,

033Teria sido mais um dia como qualquer outro nesta Porto Alegre insuportavelmente quente e abandonada pelo povo que, em massa, se refugia na amenidade do Litoral Norte. Mas Bárbara, oito anos de idade, entrou em cena no meio da tarde. Virou pássaro. Barbarizou como bailarina.037 E, quando foi embora, deixou como lembrança a sua personalíssima certeza de que a alegria cabe em qualquer lugar e em qualquer hora. Simples. Inocente. Espontânea. Simplesmente Bárbara. Felizmente Bárbara.

Anúncios