Poesia concreta no céu

001Está redondamente linda a lua nesta terça-feira em Porto Alegre. Tão linda, que chego a imaginar um “acordo” entre ela e a Companhia Estadual de Energia Elétrica, que falhou duas vezes no espaço de uma hora, parando a minha máquina de lavar roupa lá na área de serviço, tirando meu computador do ar e sonegando-me a final da edição de hoje do programa Reazione a Catena, transmitido pela RAI. Em circunstâncias normais isso teria sido causa de chateação, mas não nesta noite, quando valeu pelo espetáculo que enluarou janelas e caminhos humanos. Caminhando no céu, a lua compôs uma poesia concreta que só pode ser tocada por quem se deixa tocar por ela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s